Você não consegue nada de graça

tarot-diciembre-1-1024x330

Em seu livro, As Leis Dinâmicas da Prosperidade, Catherine Ponder – autora especialista no tema – afirma que a LEI número 01 para nos reconectarmos o fluxo de abundância e prosperidade universal é:

DAR PARA RECEBER.

Você não pode conseguir nada de graça, ou seja, sem estar antes, verdadeiramente disposta a servir o universo de alguma forma, para que exista um equilíbrio, uma troca justa.

Se só atraímos (e portanto recebemos na nossa vida), energeticamente falando, aquilo que está em sintonia com a nossa vibração pessoal, aquilo que existe dentro de nós, que faz parte da nossa energia, fica mais fácil entender que não conseguirei manifestar na minha vida um emprego, um relacionamento, um estilo de vida, uma vida financeira diferente enquanto EU não estiver realmente alinhada com a vibração do que mais desejo experimentar.

The-Path-to-Freedom-640x156

Na PRÁTICA, podemos encarar isto da seguinte forma:

Quando se trata de realização e sucesso profissional por exemplo, devemos lembrar que a prosperidade está espalhada dentro de nós em forma de aptidões, talentos, capacidades, ideias, que estão ansiando para serem manifestadas. Portanto, ter um trabalho que nos traga prazer, preenchimento interno e uma boa remuneração, depende da qualidade e disponibilidade para com esta conexão interna.

Enquanto negamos, rejeitamos ou abafamos – por medo ou por preguiça mesmo de se movimentar – nossa essência mais autêntica, nossos dons, não estamos entregando o que temos de mais precioso para servir a humanidade, da mesma forma, também não recebemos o preenchimento, satisfação e dinheiro que estão reservados para esta nossa “melhor versão”. Continuamos nos sub-aproveitando, acreditando pouco em nossas capacidades e merecimento de brilhar. Oferecemos pouco (em ações, emoções e pensamentos), recebemos pouco.

Isso não significa que você precisa largar tudo, mudar de emprego radicalmente. Talvez um bom caminho seja se autoconhecer e se perguntar com sinceridade:

– Onde e como posso estar me sub-aproveitando?

– O que tenho de melhor para oferecer as pessoas? como posso contribuir?

– Como trazer mais dos meus talentos para a minha rotina profissional hoje?     

As respostas virão. E não se surpreenda se forem coisas muito simples, como ser mais atenciosa com as pessoas, ser mais criativa na hora de escrever um relatório, ser mais prestativa, deixar a preguiça de lado, propor soluções inovadoras, ser mais comunicativa ou sim, tomar uma decisão e mudar radicalmente o caminho.

Quando o assunto é relacionamentos afetivos, podemos entender a lei VOCÊ NÃO CONSEGUE NADA DE GRAÇA, da seguinte forma:

O que eu venho cobrando do outro (ou até do universo) que ainda não sou capaz de oferecer? Quantas vezes acusamos as outras pessoas de nos rejeitarem, de não serem carinhosas, quando nós mesmas não somos capazes de dar um abraço espontâneo, de puxar uma conversa, oferecer atenção, tolerância?

Ou quantas vezes lamentamos um relacionamento que não fluiu, sem estar disposta a investir e amar verdadeiramente aquela pessoa?

É comum que a gente espere sentada os nossos sonhos se realizarem por conta própria, como uma milagre que cai do céu, sem perceber que precisamos nos colocar em movimento e SER primeiramente aquilo que queremos tanto RECEBER.

Também acredito que o DAR não está diretamente relacionado à uma ação física, pois as trocas com o universo não são quantitativas – eu dei X agora recebo X de volta. Às vezes oferecemos muito e recebemos pouco em troca, e vice versa também é válido –  o importante é a intenção.

Talvez você tenha pouco dinheiro agora, queira mudar essa realidade mas não perceba como fazer isto, já que tem tão pouco.

Pergunte-se: como eu posso me colocar em movimento?

– Se preciso que o universo me ajude a encontrar um emprego melhor, uma boa saída é começar ajudando mais as pessoas. O contrário também é válido: se vivo para os outros, é chegado o momento de priorizar e focar nas minhas necessidades para restabelecer o equilíbrio.

– Se estou recebendo pouco, como posso ser mais generosa e restabelecer o fluxo? (talvez tenha um relacionamento ruim com a energia do dinheiro, talvez acredite pouco em mim mesma, talvez tenha medo de me expressar e comunicar, talvez haja de forma egoísta….)

A lei maior para atrairmos uma prosperidade saudável, é simples: IRRADIAR para ATRAIR.

Ao iniciar este trabalho interno de oferecer o que desejamos, esteja pronta para receber – arrume a casa, organize as finanças, renove a vida para que o novo tenha espaço para entrar e se estabelecer. E esteja disposta a dar o seu melhor.

* Este texto faz parte do Curso online e gratuito I N S P I R E abundância. Inscreva-se aqui para receber o material completo. 

111

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *