Estourando roteiros de felicidade.

poder pessoal

 

Autocompaixão é um termo razoavelmente novo na psicologia.

Desde criança a gente se compara uma com as outras e isso implica, obrigatoriamente, em me sentir superior ou inferior a você em diferentes momentos da minha vida. Se a vida vai bem e estou alinhada com patamares de sucesso incentivados culturalmente – como estar magra, com grana, casada e independente, a minha autoestima está OK.

Se a vida desandou e estou vivenciando uma fase de crise, de mudança, automaticamente começo a me comparar e a me criticar, pois também nos ensinaram que a autocrítica é o grande motor de crescimento, quando, na verdade, ela é a atitude mais contraproducente ao estado de motivação interna, aquele estado que te faz pensar criativamente e sair do buraco que você se meteu.

Experimente trocar o ” eu não sou boa o suficienete por isso as coisas não estão acontecendo” POR ” o que eu posso fazer para te apoiar nessa situação” ?

Se comparar é continuar buscando roteiros prontos de felicidade. Qual a sua real necessidade? Qual o seu caminho para uma vida bem sucedida? aqui vai um exercício para te ajudar. 

~

Isso foi um pouquinho do que rolou sábado passado na nossa Oficina para Mulheres sobre Autoestima. Pra quem não pode estar com a gente e se interessa pelo tema, em breve vou lançar um e-book com todo o conteúdo e dinâmicas dessa Oficina!

One thought on “Estourando roteiros de felicidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *